Quando a luz amarela acende! Holding Familiar, sim ou não ?

A eterna relação de causa e efeito sempre está presente.  Sob o viés da sucessão familiar,  a  decisão de constituir uma holding familiar, necessariamente passa por essa relação de causa e efeito. Assim, essa decisão passa obrigatoriamente pelo exame preliminar de algumas situações/informações e decisões que envolvem a proteção do patrimônio pessoal e familiar,  a … Continue lendo Quando a luz amarela acende! Holding Familiar, sim ou não ?

Dificuldade em contratar deficientes não afasta aplicação de multa, segundo TRT 2ª Região

Empresas com mais de 100 funcionários devem preencher de 2% a 5% de seus cargos com beneficiários reabilitados ou pessoas portadoras de deficiência habilitadas. Em São Caetano do Sul/SP uma empresa de consultoria foi multada em R$ 172 mil pelo Ministério Público do Trabalho por não preencher esse requisito legal. Em sua defesa, a empresa … Continue lendo Dificuldade em contratar deficientes não afasta aplicação de multa, segundo TRT 2ª Região

O fast fashion e o trabalho (ainda) escravo

O fast fashion, modelo de negócio de grandes varejistas de vestuário, está baseado na compra de coleções de também grandes atacadistas. Estes, por sua vez, na maioria dos casos, terceirizam suas produções por encomenda a médias e pequenas confecções, facções e até mesmo costureiras, algumas organizadas em cooperativas, outras não. Numa ponta desta cadeia está … Continue lendo O fast fashion e o trabalho (ainda) escravo

“Couro ecológico” e “Couro sintético” na etiqueta, não.

  No Brasil escrever nas etiquetas as expressões “couro sintético” ou “couro ecológico” são proibidas, pois infringem a Lei nº 4.888 de 1965, que proíbe a utilização do termo “couro” em produtos que não tenham sido obtidos exclusivamente de pele animal. Apesar de não ser do conhecimento de todos, a Lei 4.888 vigora desde a … Continue lendo “Couro ecológico” e “Couro sintético” na etiqueta, não.

Qual o prazo de validade de uma marca registrada?

  As marcas registradas são protegidas pelo período de 10 anos a contar da data de concessão do registro publicado na Revista do Instituto Nacional de Propriedade Intelectual (RPI) Um registro de marca pode ser persistir para sempre mediante o pagamento das taxas de prorrogação previsto pelo Órgão (geralmente por períodos iguais e consecutivos de … Continue lendo Qual o prazo de validade de uma marca registrada?

Pagamento por Serviços Ambientais (PSA): um incentivo por preservar o meio ambiente

      As questões ambientais vêm se destacando nos tempos atuais em decorrência de diversos fatores, com isso a conscientização da sociedade em busca de alternativas para preservar o meio ambiente é constante. Nesse sentido, surge um instrumento econômico já adotado em outros países, como a Costa Rica por exemplo, o Pagamento por Serviços … Continue lendo Pagamento por Serviços Ambientais (PSA): um incentivo por preservar o meio ambiente

O que fazer com os resíduos descartados pela indústria?

As mudanças climáticas ocasionadas pela interferência do homem na natureza têm refletido diretamente no meio ambiente e, por consequência disso, a sociedade precisou se moldar para poder acompanhar essa evolução. Com necessidade de adequação cultural, surgem oportunidades de negócios sustentáveis e lucrativos, o reaproveitamento de resíduos é um deles. Mas que seria isso? O reaproveitamento … Continue lendo O que fazer com os resíduos descartados pela indústria?