Propriedade Intelectual

Reforçar a potencialidade da marca no mercado é algo de extrema importância nos tempos atuais. A propriedade da marca somente pode ser obtida através de registro perante o(s) órgão(ãos) competente(s). No Brasil, o INPI – Instituto Nacional da Propriedade Industrial é o órgão responsável pelo registro de marcas.

O trabalho de registro de marca conta com  buscas e análises prévias, assistência de pedido de depósito e, acompanhamento e monitoramento de possíveis colidências.

O trabalho referente a proteção de direitos autorais tais como obras literárias, fotográficas, musicais, audiovisuais, artísticas em geral, projetos arquitetônicos, tradedress, dentre outros, também é muito exeplorado.

A inovação carrega junto a preocupação, por isso é essencial a realização de buscas de anterioridade em nível nacional e internacional, preparação, assistência e acompanhamento de pedido de depósito de concessão de patentes de invenção ou modelos de utilidade, bem como seu devido licenciamento de uso.

Existe também pedidos de registro de desenhos industriais, softwares, indicações geográficas, cultivares, dentre outras modalidades, todas com acompanhadas da devida vigilância (acompanhamento e proteção).

Diante da multidisciplinaridade de atuações presente na propriedade intelectual a resoluções  de conflitos na esfera judicial pode se tornar necessária. Para tanto, é fundamental a devida atuação de técnicos nesta área.